Ambientes, Decoração, Sala

Escolha a cortina certa para a sala de estar

comprar papel de parede barato
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Mais do que garantir a privacidade e o isolamento, as cortinas têm papel fundamental na decoração de um ambiente. A escolha da cortina certa para a sala de estar, por exemplo, requer atenção voltada a cinco pontos. E é isso que descreveremos no post de hoje!

Funcionalidade

O mais importante na escolha da melhor cortina para a sua sala é considerar as principais funções que ela irá exercer. Você precisa de mais privacidade? Precisa bloquear a luz do sol a fim de proteger móveis ou plantas? Quer garantir uma atmosfera mais aconchegante para usar a sala de estar como um home theater? Quer  deixar entrar mais luz natural mesmo com a cortina?

Essas considerações garantem um melhor direcionamento com relação à escolha do material e do comprimento da cortina. Após a criação de uma lista das funcionalidades da cortina, você saberá se são necessárias múltiplas camadas, se é melhor utilizar tecidos esvoaçantes, uma persiana, cortinas romanas, de rolo ou cortinas de painel.

 

Tamanho

Uma cortina bem montada dá mais valor à decoração e tem a capacidade de deixar a sala maior. Considere o espaço que gostaria de ter entre a janela e a haste da cortina e entre as cortinas e o chão. Um truque para “aumentar a sala” é instalar a cortina a aproximadamente 15 centímetros acima da janela.

Além disso, ao medir a largura da janela, é importante pensar no quão “cheia” você deseja que a cortina esteja. Para um estilo mais drapeado, ela deve ter três vezes a largura da janela. Se está buscando por uma cortina tradicional, com um visual sob medida, a largura precisa ser de apenas 5 centímetros a mais do que a janela.

Também é preciso considerar o quanto você deseja que a cortina encoste no chão. Para as cortinas menores, acrescente no tecido apenas alguns centímetros a mais do que o tamanho da janela. Para ir de encontro ao chão, meça a altura da haste da cortina até o chão, sem deixar de lado os centímetros da cortina que ficarão acima da haste.

Para que as cortinas arrastem levemente no chão, adicione entre dois a seis centímetros no comprimento e garanta um visual moderno ao ambiente. Para evitar efetivamente a entrada da luz do sol, considere ainda acrescentar alguns centímetros na largura do tecido.

 

Material

Uma vez que a funcionalidade e o tamanho da cortina foram decididos, será muito mais fácil decidir qual tipo de material será o melhor para a cortina da sua sala! Ele é que determinará o quanto de luz entrará pela cortina, quanta privacidade ela trará e também o quão quente a sala ficará.

Para uma sala mais dramática, utilize tecidos mais pesados como a seda ou o veludo. Estes tecidos também contribuem para o bloqueio da luz solar, providenciam privacidade e conferem mais isolamento térmico. Lembre-se de que, por serem mais pesados, estes tecidos dobrarão bruscamente no chão.

Mas se o conceito for moderno e casual, um tecido mais leve como o linho pode complementar bem a sala. Já as cortinas de algodão são fáceis de cuidar e vão bem com tudo, tanto em ambientes mais formais quanto casuais. As cortinas de seda falsa têm a maior durabilidade e por isso são ideais para ambientes com luz do sol por longas horas.

Para facilitar a escolha, considere comprar um metro quadrado ou peça uma amostra do tecido para testá-lo na sala e experimentar como ele ficará com relação a luz do sol e a decoração.

 

Cores

Com a funcionalidade e o material decididos, é a vez de definir as cores da cortina. Quando estiver escolhendo as cores, leve em consideração se a cortina simplesmente irá combinar com as outras peças decorativas ou se ela será um elemento chave da sala.

Aqui a regra é simples. Para se destacar no ambiente, escolha cores mais fortes e marcantes. Para conferir um visual mais uniforme, escolha cores parecidas com a parede ou o chão. Assim, ela será apenas uma espécie de continuação destes elementos.

É importante lembrar que as cores também exercem influência sobre a luminosidade do ambiente. Cores claras podem iluminar melhor a sala, conferindo um visual mais natural, enquanto que as cores escuras irão criar um ambiente mais pesado.

Por fim, considere que a luz do sol pode danificar as cores da cortina com o passar do tempo. Se ela tiver contato constante com a luz, evite cores claras, pois essas desbotam com maior  rapidez.

 

Estampas

A estampa certa pode deixar a sala maior ou menor, poluindo ou suavizando o ambiente. As opções são infinitas, então procure diversas estampas na internet, imprima e veja como ficariam na sala!

Os padrões geométricos, por exemplo, são uma das melhores opções. Eles ficam bem durante todas as estações, são modernos e muito fáceis de combinar. Mas se você ainda não está certo sobre o uso de uma cortina estampada, lembre-se que o clássico é sempre uma ótima opção.

 

Esperamos que essas dicas com os itens a considerar para escolher a cortina certa para a sala de estar tenham te ajudado! Deixe suas ideias e sugestões nos comentários abaixo. 🙂

Até a próxima!

Cadastre seu e-mail

Receba todas as novidades do nosso blog!

Nunca vamos dar, trocar ou vender seu endereço de e-mail. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *